Artigos & Papers

Buscadores: aliados dos consumidores e facilitadores na navegação da internet

Kantar IBOPE Media mostra a evolução no uso de sites de buscas e nas campanhas com links patrocinados

Lembra lá no início da internet, quando tudo “ainda era mato”? Conexão lenta, horário certo para logar, aquele visual quadradão. O acesso à internet era restrito e estava longe de gerar grande impacto. Segundo o Target Group Index, estudo da Kantar IBOPE Media nas principais regiões metropolitanas do país, há dez anos a rede mundial de computadores só alcançava 49% dos entrevistados. Em 2017, esse número saltou para 81%, indicando não apenas uma evolução na infraestrutura do acesso à internet, mas uma mudança no hábito das pessoas.

No início da rede, a web tinha poucos sites e seus recursos eram limitados. A partir da popularização do ambiente digital, os conteúdos se multiplicaram e um novo serviço surgiu para facilitar a navegação dos usuários. Ganhavam forma o que hoje conhecemos como sites de busca.

No mesmo passo em que se conectar à internet se tornou uma tarefa do dia-a-dia, seja para trabalhar, estudar ou por lazer, o buscador se popularizou. Passou a ser comum digitar qualquer palavra, expressão ou dúvida nos sites de busca. O percentual de internautas que declara ter acessado algum site de busca passou de 70%, em 2008, para 85% em 2017.

Os jovens adultos, entre 25 e 34 anos, são os principais “buscadores”, representando 23% dos usuários dos sites de buscas. Na sequência, a faixa etária entre 35 e 44 acumula 20% dos usuários.

“Horário do cinema”, pesquisar

O advento dos smartphones também impulsionou os buscadores. A presença dos smartphones começou timidamente e alcançava apenas 7% da população em 2008, explodindo ao longo da década. Hoje, 78% dos respondentes do Target Group Index diz possuir um telefone com acesso à internet.

Os buscadores se tornaram tão populares que os outros websites incorporaram o sistema de busca em seus próprios domínios. Hoje já é possível “procurar” conteúdo em qualquer lugar da internet, até mesmo na tela inicial do celular. Entre o público que possui smartphones e acessou à internet, o uso de buscadores é alto: 86% dos usuários de smartphones declararam usar essa ferramenta no último mês.

Quem define os resultados?

Sites de busca funcionam de forma parecida. Definem suas prioridades por recomendações de outros sites, histórico dos usuários, região de registro do computador, termos e expressões mais comuns, etc. Dos adultos conectados no Brasil (aqueles que usam dois ou mais dispositivos entre PC ou laptop, tablet e smartphone para se conectar à internet), 47% dizem considerar resultados recomendados nos buscadores como publicidade. O dado é do Dimension, levantamento da Kantar Media sobre a percepção dos consumidores em relação à publicidade.

Publicidade em Search

Os links patrocinados são uma forma de propaganda comum na internet. Em 2017, o montante destinado ao formato registrou alta de 91% em relação ao ano anterior. Ao acompanhar a evolução da compra de espaço em busca, podemos observar um crescimento na proximidade das datas promocionais do varejo, como a Black Friday e o Natal.

Fonte: Kantar IBOPE Media – Advertising Intelligence

Os usuários dos buscadores querem, principalmente, informação e comodidade. A ideia de reunir todo o conteúdo possível sobre um termo é o grande atrativo desses sites. É pensando nos momentos pré-compra, em que o consumidor quer mais detalhes sobre serviços e produtos, que as marcas programam suas campanhas no Search.

A categoria com maior volume de anúncios em sites de busca foi Lojas de Departamento, com um crescimento de 215% na comparação entre 2016 e 2017. Vitrines Virtuais e Super, Hipermercado e Atacadista estão na sequência neste ranking com campanhas em links patrocinados.

TOP CATEGORIAS EM SEARCH
Ranking Categoria 2016
GROSS AD VALUE
(R$ 000)
2017
GROSS AD VALUE
(R$ 000)
Var%
1 LOJAS DE DEPARTAMENTO 152.835 482.142 215%
2 VITRINES VIRTUAIS 128.328 194.253 51%
3 SUPER HIPERMERCADOS ATACADISTA 44.541 124.767 180%
4 EXCURSOES E VIAGENS 73.266 111.378 52%
5 MIDIA ONLINE 44.436 98.774 122%
6 COM PRODS USO PESSOAL 22.594 58.108 157%
7 COM MATERIAL ESPORTIVO 21.492 54.875 155%
8 COM EL ELETR E ART E EQ INFORM 17.121 50.831 197%
9 OUTROS SERVICOS CONSUMIDOR 32.268 50.487 56%
10 ENSINO ESCOLAR E UNIVERSITARIO 44.142 50.027 13%
Fonte: Kantar IBOPE Media – Advertising Intelligence

 

Entre os 10 maiores anunciantes em search, quatro destinam mais da metade de seu esforço de mídia para os links patrocinados, como o e-commerce Americanas.com, líder do ranking de anunciantes em 2017.

PARTICIPAÇÃO DA VERBA DE MÍDIA EM SEARCH
Ran Anunciante 2016
Share %
2017
Share %
Var%
1 AMERICANASCOM 86 86 0%
2 MAGAZINE LUIZA 6 10 62%
3 WALMART 15 32 113%
4 VIA VAREJO 1 5 725%
5 SUBMARINO 59 81 38%
6 MERCADO LIVRE 21 47 121%
7 DAFITI 30 30 0%
8 NETSHOES COM CALCADOS 33 70 114%
9 DECOLAR COM 3 7 90%
10 SPIL GAMES 100 100 0%
Fonte: Kantar IBOPE Media – Advertising Intelligence

 

Atualmente, uma das questões na pauta da indústria de mídia é como tornar o conteúdo e a prestação de serviço relevante para consumidores cada vez mais exigentes.

Resultados de buscas eficientes parecem ser o segredo para garantir o sucesso com os consumidores. Os sites de buscas, na função de facilitadores do cotidiano do internauta, mostram que entender o consumidor e entregar exatamente o que ele quer, de forma ágil e eficiente, é o caminho.

Compartilhar: Tweet about this on TwitterGoogle+Share on FacebookShare on LinkedIn