Entrevistas

Dividir para multiplicar: Clusters Predefinidos, a segmentação para estratégias mais assertivas

Acompanhe a entrevista de Melissa Vogel, diretora executiva multimídia do IBOPE Media, e conheça melhor essa solução do Target Group Index

A comunicação é um elemento chave para o sucesso das marcas. E para torná-la eficaz é necessário clareza sobre o público-alvo que deverá ser atingido. Nesse processo, informações sobre opiniões, atitudes, comportamentos, hábitos e atividades dos consumidores são fundamentais para um planejamento de mídia mais assertivo.

O IBOPE Media contribui para esse trabalho de agências e anunciantes, oferecendo ao mercado os Clusters Predefindos do Target Group Index, uma solução que agrupa e classifica os consumidores em 7  segmentos de consumo, expandidos em 39 subcategorias, que trazem perfis com detalhamento dos temas de maior interesse, valores éticos e meios favoritos de cada um deles.

Na entrevista a seguir, Melissa Vogel, diretora executiva multimídia do IBOPE Media, explica como funciona e quais os benefícios trazidos pela segmentação para o planejamento de mídia e tomada de decisão nos negócios.

Por que a segmentação tem se tornado tão importante para o dia a dia do planejamento de mídia?

Melissa: A segmentação orienta de forma assertiva a tomada de decisão nos planejamentos estratégicos de marketing e comunicação, contribuindo para planos de mídia mais eficientes. A partir da segmentação das ações publicitárias nos diferentes meios, podemos pensar em linguagens próprias para cada público, gerando significados diferentes para cada um deles.

Os clusters predefinidos do Targert Group Index estão divididos em sete segmentos de consumo. Esses segmentos refletem a realidade do mercado brasileiro?

Melissa: Sim! Esses segmentos foram escolhidos considerando as necessidades de clientes e anunciantes brasileiros, da América Latina e no mundo.  Aliás, cinco dos sete segmentos que oferecemos no Brasil também estão presentes em cerca de 20 países onde a Kantar Media atua. É importante ressaltar que os todos os clusters predefinidos foram criados e validados por estatísticos, contando com três equipes dedicadas a eles durante um ano: o IBOPE Media, em São Paulo e em Miami, e a Kantar Media em Londres.

Quais foram as informações do Target Group Index utilizadas para compor a segmentação?

Melissa: Nós selecionamos as frases do Target Group Index relacionadas a opiniões, atitudes, comportamento, atividades de compra e lazer, consumo de mídia e uso de tecnologia mais relevantes para cada segmento. A partir dessa seleção, fizemos análises fatoriais para entender a correlação entre esse conjunto de frases, finalizando com a seleção das melhores combinações. Essas combinações resultam em agrupamentos de indivíduos com características similares que exibem comportamento homogêneo de consumo, representando 100% da população pesquisada em cada um dos segmentos.

Conheça os segmentos e a porcentagem de cada um dos clusters dentro deles:

Compartilhar: Tweet about this on TwitterGoogle+Share on FacebookShare on LinkedIn