Notícias

Kantar IBOPE Media avança na medição da audiência de TV em todas as suas formas

Este ano, a Kantar IBOPE Media deu importantes passos rumo à concretização da mensuração completa do conteúdo televisivo no Brasil.

Maior cobertura, maior amostra, maior granularidade

Para garantir capilaridade ainda maior às análises de audiência, a cobertura dos municípios representados na medição regular de TV passou de 174 para 280 municípios – um crescimento de 61%. A amostra da medição cresceu 36%, na comparação com os últimos três anos e chegou a 6.060 domicílios. Isso significa mais de 11.000 meters instalados no país, medindo o consumo de todas as pessoas e televisores de seu painel e representando um universo de aproximadamente 67 milhões de indivíduos*.

Essas novidades viabilizaram outras, como a abertura de 15 novas faixas etárias para análises de audiência de TV e abertura de GSP e GRJ para PayTV.

Mais do que audiência

A análise de audiência comportamental também ganhou um novo prisma com a entrega dos Clusters Predefinidos no TGR (Target Group Ratings). Eles facilitam esse tipo de estudo sobre os telespectadores ao entregar sete segmentos de consumo, como Finanças e Mídias Sociais, expandidos em 39 subcategorias.

Quando

Falando em comportamento, já é sabido que os telespectadores têm um horizonte cada vez maior para consumir conteúdos televisivos, e a Kantar IBOPE Media tem avançado na medição desse cenário complexo. Por exemplo, a audiência de conteúdos televisivos gravados e assistidos após sua exibição linear – TSV (Time Shifted Viewing) – já é realidade nos 15 mercados regulares, desde o início deste ano.

Onde

A audiência de programas televisivos assistidos via celular ou tablet com recepção de sinal digital terrestre, é contabilizada com o TDT Mobile, solução existente somente no Brasil** e no Japão (país de origem da empresa Video Research, com a qual a Kantar IBOPE Media firmou parceria exclusiva para o desenvolvimento dessa tecnologia).

Como

Cada vez mais comum na rotina dos telespectadores, o consumo de programas sob demanda (VOD) também é mensurado pela Kantar IBOPE Media. Atualmente, a medição reporta a audiência de conteúdos televisivos assistidos em mídias externas como pen drives e HDs, em aplicativos como NetFlix e Youtube, em aparelhos periféricos como blu-rays e vídeo-games, além da programação assistida por serviços on demand das operadoras de PayTV.

Social TV

Desde agosto deste ano, a Kantar IBOPE Media disponibiliza ao mercado o MW ITTR, que entrega métricas das interações do Twitter relacionadas aos conteúdos televisivos, no próprio software de audiência, permitindo aos clientes um maior entendimento sobre esse novo fenômeno midiático.

De olho no futuro…

O switch off do sinal analógico de TV será concluído no Brasil no final de 2018, mas a Kantar IBOPE Media já antecipou investimentos para medir totalmente a audiência da TV digital no país. Para isso, a empresa fará a implementação do peoplemeter DIB 6 , com tecnologia de reconhecimento de áudio, em toda a sua amostra até julho de 2016.

“A Kantar IBOPE Media vem investindo no atendimento das demandas de nossos clientes, através de novos serviços e uma maior cobertura. Em breve, lançaremos a medição de audiência de TV através de computadores, o Streamming TV”, Fabia Juliasz, diretora de Video Audience Measurement da Kantar IBOPE Media.

*   Indivíduos de 04 anos ou mais com TV.

** Os dados do TDT Mobile foram disponibilizados para a Grande São Paulo e em breve se estenderão ao Grande Rio e demais praças.